Anita Malfatti

Anita Malfatti

Minha inspiração para o coquetel foi a arsta Anita Malfa uma das pioneiras da semana de arte moderna de 1922. Após ler a sua biografia descobri o quão forte e determinada ela foi, então para homenagear essa grande mulher usei ao meu favor a potência da cachaça Pindorama, a complexidade do aperivo de ervas e o frutado do maracujá para representar sua arte. Assim como os arstas modernistas prezavam pela experimentação afim de representar melhor o Brasil nas obras arscas, eu me inspiro nos deslados brasileiros para criar meus coquetéis.

 

Receita

Ingredientes

  • 50 ml de cachaça Pindorama
  • 25 ml de aperivo de ervas (usei o regional da Schluck) mas pode-se usar o Jagermeister
  • 25 ml de xarope de maracujá*
  • 10 ml de sumo de limão 100 ml de água tônica

*Xarope de maracujá 1:1:1 Rere a polpa do maracujá. Adicione a mesma quandade de água e de xarope de açúcar leve ao fogo até levantar fervura. Deixe esfriar e peneire.

Modo de preparo

Bata a cachaça, o aperivo, o xarope de maracujá e o limão na coqueteleira, faça coagem simples direto no copo longo e complete com tônica . Guarnição: twister de casca de limão siciliano

Back to blog